Voltar
Senhor dos Navegantes

Partilhar no Facebook
Título:
Senhor dos Navegantes
Designação:
Painel de azulejos
Nº inventário:
MC.AZU.0002

Cronologia

Dimensões

Mais informação

O motivo central deste registo azulejar rococó é a Crucificação de Cristo, tema frequente neste tipo de produção devocional realizada após o terramoto de 1755, que melhor ilustrava a dramática consciência de quão efémera era a vida humana. Na parte inferior, exibem-se mais duas imagens comuns no santoral lisboeta da segunda metade do século XVIII: São Marçal, protetor contra os incêndios, e Santo António, tradicional padroeiro da cidade e das famílias que nela habitam.

A cartela inferior, na qual se inscreveu a legenda S. dosnaue / gantes (Senhor dos Navegantes), alude possivelmente ao encomendador: a confraria do Senhor dos Navegantes (ou algum dos seus destacados membros). Esta irmandade, que estava sediada no antigo Convento da Esperança, promoveu em 1757 a construção de uma ermida consagrada ao Senhor Jesus dos Navegantes, na rua que haveria de adotar também este nome, área pouco afetada pelo sismo de 1755. O novo templo atraiu a devoção da comunidade piscatória e mareante do vizinho bairro da Madragoa, tendo sido ponto de partida de uma importante procissão.

Copyright © Museu de Lisboa - Todos os direitos reservados
in web. Acesso online à Coleção. Sistemas do Futuro