O museu não detém a propriedade de direitos autorais e não se responsabiliza por utilizações indevidas praticadas por terceiros. Saiba mais


Ponte 25 de Abril
ML.FOT.3762

Cronologia

Dimensões

Mais informação

A linha ferroviária sob a Ponte 25 de abril foi inaugurada no dia 29 de julho de 1999, às 13h30, pelo então primeiro-ministro António Guterres. A viagem inaugural, do Pragal até Lisboa, demorou 10 minutos, tendo a composição parado algum tempo a meio do tabuleiro, para que, pela primeira vez dentro de um comboio, se pudesse captar uma vista única sobre Lisboa e a foz do Tejo.

 

Este ato culminava dez anos de trabalho e cumpria, finalmente, a ambição inicial de fazer passar a ferrovia pela ponte. No dia 6 de agosto de 1966, aquando da inauguração da então chamada Ponte Salazar (iniciativa integrada nos 40 anos do regime saído da revolução de 28 de maio de 1926), havia sido escavado um túnel sob a Praça da Portagem (Almada), com cerca de 600 metros de extensão, para prever a passagem de comboios, e o projeto incluía a realização de uma segunda fase com esse fim. Em 20 anos de atividade, a linha ferroviária transportou quase 400 milhões de passageiros e retirou mais de 62 milhões de automóveis do tabuleiro (números de 2019).

 

No dia 24 de novembro de 2016, o fotógrafo José Manuel Costa Alves (1950-) instalou-se a bordo do rebocador «Svitzer Sines» e, durante 1h30 (entre as 10h15 e as 11h44), captou 252 imagens de Lisboa, sempre a uma distância constante de 400 metros da costa. O projeto correspondeu a uma encomenda do Museu de Lisboa, no âmbito da exposição temporária A Lisboa que teria sido (patente no Museu de Lisboa, Palácio Pimenta – Pavilhão Preto, em 2017), e documentou toda extensão da frente ribeirinha da cidade, entre Algés e o rio Trancão. 33 dessas fotografias foram selecionadas para a exposição temporária Lisboa W-E, patente no Museu de Lisboa, Palácio Pimenta, em 2018.

 

José Manuel Costa Alves, fotógrafo, nasceu em Lisboa, em 1950, onde vive e trabalha. Frequentou o curso de Arquitetura na ESBAL e na FAUTL. Desde sempre entusiasta pela fotografia, tem desenvolvido trabalhos em diferentes áreas, especialmente na Indústria, Publicidade, Arquitetura, Património, Artes e Cultura em geral. Expôs Lisboa, em 2003, no Pavilhão Branco do Museu da Cidade de Lisboa (exposição composta por 11 fotografias panorâmicas de 1800).

A carregar...

Copyright 2022 © Museu de Lisboa Todos os direitos reservados
in web Acesso online à coleção Sistemas do Futuro