Voltar
[Ânfora, fragmento]

Partilhar no Facebook
[Ânfora, fragmento]
ML.ARQ.0666

Cronologia

Mais informação

Identificada na escavação de 1982 realizada na Casa dos Bicos, desta ânfora troncocónica conserva-se a parte superior, com bordo revirado e carena pouco marcada, acima da qual arrancam duas asas circulares.

 

Pelas suas características, revela grande proximidade para com idênticas produções cerâmicas malaguenhas, circunstância que admite uma relação comercial entre os povoados proto-históricos de Lisboa e de Málaga, em pleno período de expansão fenícia pelo Mar Mediterrâneo. No estuário do Tejo foram encontradas ânforas semelhantes em escavações realizadas no Castelo de São Jorge, na Rua dos Correeiros e na quinta de Almaraz (Almada).

Copyright © Museu de Lisboa - Todos os direitos reservados
in web. Acesso online à Coleção. Sistemas do Futuro