O museu não detém a propriedade de direitos autorais e não se responsabiliza por utilizações indevidas praticadas por terceiros. Saiba mais


Mais informação

A Casa da Ópera, também conhecida como Real Casa da Ópera ou Teatro da Ópera de Lisboa, foi mandada construir por D. José I, que contratou o arquiteto e cenógrafo Giovanni Galli Bibiena (1717-1760). Localizada junto ao rio, no espaço onde hoje se situa o Arsenal da Marinha, fazia parte do complexo formado pelo palácio real e pela igreja patriarcal. Inaugurada em 31 de março de 1755, por ocasião das festas de aniversário da rainha Mariana Vitória de Bourbon (1718-1781), ficou arruinada em novembro desse ano.

 

Era um teatro à italiana, com quatro ordens de camarotes, caixa cénica profunda e tribuna real fronteira ao palco, seguindo de perto o modelo das óperas de Nancy e de Viena, projetadas por Francesco Bibiena (1659-1739), pai de Giovanni Bibiena. Destacou-se pela sumptuosidade decorativa barroca, que privilegiou as cores branco e ouro, e pela imponência e dimensão. Albergou cerca de 600 lugares de plateia, para além dos camarotes. Parte das estruturas arquitetónicas foi integrada no edifício do Arsenal da Marinha.

A carregar...

Copyright 2022 © Museu de Lisboa Todos os direitos reservados
in web Acesso online à coleção Sistemas do Futuro