Voltar
[Carro com a "Corbeille" Câmara Municipal de Lisboa]

CASANOVA, Enrique (1850-1913)

Partilhar no Facebook
[Carro com a "Corbeille" Câmara Municipal de Lisboa]
MC.PIN.0141

Dimensões

Mais informação

As comemorações do tricentenário da morte do poeta Luís de Camões partiram, em grande parte, da iniciativa de Teófilo Braga (1843-1924) e tiveram como ponto alto a trasladação dos restos mortais de Vasco da Gama (1469-1524) e de Luís de Camões (c.15241580) para o Mosteiro dos Jerónimos, a 8 de junho de 1880. Para Teófilo Braga, Camões simbolizava todas as aspirações da nacionalidade portuguesa, as suas glorias e os seus desastres. Por outro lado, a celebração do tricentenário foi a primeira oportunidade de protagonismo do então recém-criado Partido Republicano Português.

 

O programa comemorativo incluiu ainda a inauguração do Bairro Camões, na área de Santa Marta, e a realização de um cortejo cívico, organizado pela Sociedade de Geografia de Lisboa, o qual percorreu as ruas da cidade no dia 10 de junho de 1880. A Câmara Municipal de Lisboa participou ativamente na procissão, com um carro alegórico dourado e em forma de cesta, puxado por um só cavalo. Nele se transportavam ramos e coroas de flores, oferecidos em honra do poeta, para serem depositados junto ao Monumento na Praça Camões.

 

Enrique Casanova captou este carro alegórico na passagem do Rossio para a Rua do Ouro, avistando-se, ao fundo, a entrada na praça do Carro das Artes, vindo da Rua Augusta. Casanova, pintor e aguarelista aragonês, nascido em Saragoça, veio para Lisboa em 1880, sendo este, provavelmente, um dos seus primeiros trabalhos. As críticas favoráveis que recebeu despertaram a atenção do público e dos monarcas nacionais, tendo sido nomeado, logo em 1881, professor de pintura dos príncipes D. Carlos e D. Afonso.

 

O Museu de Lisboa possui uma coleção significativa de obras deste autor, adquiridas pela Câmara Municipal de Lisboa em 1980, aquando da preparação das cerimónias do IV centenário da Morte de Camões. Estas peças faziam parte da coleção Camoniana de António Augusto Carvalho Monteiro (1848.1920), milionário que ficou conhecido por Monteiro dos Milhões e proprietário da Quinta da Regaleira, em Sintra.

Copyright © Museu de Lisboa - Todos os direitos reservados
in web. Acesso online à Coleção. Sistemas do Futuro