O museu não detém a propriedade de direitos autorais e não se responsabiliza por utilizações indevidas praticadas por terceiros. Saiba mais


Lisboa
BOTELHO, Carlos (1899-1982)
MC.TEX.0003

Dimensões

Mais informação

Executada pela Manufactura de Tapeçarias de Portalegre segundo cartão de Carlos Botelho (1899-1982), a peça representa uma perspetiva da cidade de Lisboa.

 

A tecelagem manual é composta por trama decorativa de lã, e trama de ligação e teia de algodão. A marca da manufatura, habitualmente tecida num dos cantos inferiores do anverso da obra, é composta pelas iniciais MTP (Manufactura de Tapeçarias de Portalegre) e o monograma do/a seu/ua diretor/a, tendo sofrido alterações ao longo do tempo. Tal como na maior parte das tapeçarias do acervo provenientes desta firma, trata-se de um exemplar produzido sob a direção de Guy Fino, um dos elementos envolvidos na fundação da firma em 1946.  De salientar que a etiqueta de identificação da tapeçaria (bolduc) não apresenta o autógrafo do autor do cartão, como é habitual, mas a assinatura de sua mulher, Beatriz Santos Botelho, pelo facto de, em 1985, data da execução da tapeçaria, o pintor já ter falecido.

 

Carlos Botelho iniciou atividade artística como caricaturista e ilustrador de banda desenhada. Referência do Modernismo em Portugal, foi como pintor de Lisboa que mais se distinguiu. Condecorado e homenageado várias vezes ao longo da vida, a sua carreira serviu de inspiração para a criação, pela Câmara Municipal de Lisboa, de um prémio com o seu nome. Iniciou a colaboração com a Manufactura de Tapeçarias de Portalegre em 1955.

A carregar...

Copyright 2022 © Museu de Lisboa Todos os direitos reservados
in web Acesso online à coleção Sistemas do Futuro